Google+

Deixou as e-compras de Natal para última hora?

A camara-e.net dá algumas orientações para o consumidor ter uma boa experiência no comércio eletrônico neste final de ano. 

A camara-e.net dá algumas orientações para o consumidor ter uma boa experiência no comércio eletrônico neste final de ano. 

 

O e-commerce brasileiro deverá registrar faturamento de 8,7 bilhões de reais no Natal de 2017, valor 13% superior ao registrado no mesmo período do ano passado. As informações são da Ebit.

De acordo com novo levantamento da consultoria, o número de pedidos on-line também deve crescer neste ano, indo de 16,6 milhões para 18,4 milhões, aumento estimado de 11%.

Já o gasto médio dos brasileiros na hora de comprar o presente de Natal pela Internet terá uma ligeira elevação, de 2%, indo de 463 reais para 471 reais, conforme estimativa da empresa.Quem deixou as compras de Natal pela internet para a última hora, deve estar atento aos prazos de entrega e às áreas de restrição dos Correios.

 "O consumidor que tiver que buscar a compra nos Correios deve entrar em contato com a loja para ter o dinheiro do frete devolvido, já que a culpa é de todos os envolvidos na transação, menos do consumidor", explica Leonardo Palhares, sócio da Almeida Advogados e presidente da Câmara Brasileira de Comércio Eletrônico (camara-e.net). 

Além das dicas para compra segura, a entidade traz outras orientações para o consumidor ter uma boa experiência de compra neste final de ano. Antes de efetuar a compra:

1. Verifique se o site da loja exibe endereço, telefone fixo ou filial física. Observe informações como razão social e CNPJ e confirme esses dados no site da Receita Federal (www.receita.fazenda.gov.br). Se a situação estiver "baixada", "cancelada" ou "inativa", desista da compra. Alguns sites não possuem essas informações por conta das políticas da empresa ou formato de comercialização, como é o caso de marketplaces.

2. Pesquise sobre a reputação da loja que você escolheu. O Procon traz uma lista atualizada mensalmente de sites não recomendados: http://sistemas.procon.sp.gov.br/evitesite/list/evitesites.php.

3. Leia as condições de prazos de entrega e a política de trocas e devoluções antes de finalizar a compra. Se tiver dúvidas, ligue entre em contato com a loja para saná-las.

4. Fique atento ao prazo de entrega. Dependendo da modalidade de frete escolhido, o produto pode não chegar a tempo das Festas de final de ano.

5. Certifique-se de que o endereço de entrega não está em área com restrição dos Correios por motivo de segurança. Isso deve ser informado pela loja antes de finalizar a compra. Caso não tenha essa informação, consulte o site dos Correios (http://www2.correios.com.br/sistemas/precosPrazos/restricaoentrega/).

6. Pese o custo-benefício de realizar a compra online. Tenha em mente que se o endereço estiver em área restrita, você terá que buscar a sua compra na agência indicada pelos Correios. Isso significa que você deverá dispor de tempo para deslocar-se até a agência indicada, ser atendido e transportar sua encomenda até sua casa.

7. Procure a loja caso não tenha sido informado da restrição no momento da compra e tenha recebido aviso dos Correios para retirar o produto na agência. Você pagou pelo frete para receber o produto em casa e a loja, certamente, irá ressarci-lo, pois é mais vantajoso para ela ter o cliente satisfeito.

8. Tenha antivírus, antispyware, firewall e tudo o que for possível para evitar que qualquer usuário mal-intencionado tenha acesso às suas informações.

9. Evite utilizar computadores públicos para as compras, a fim de garantir maior segurança dos seus dados. Lembre-se de que é possível comprar pelo smartphone ou tablet, além do computador convencional.

10. Use sites que tragam serviços de pagamento de renome. Nos que oferecem a opção de boleto, verifique há quanto o tempo a loja está em operação (isso é possível verificar no site da Receita).

11. Verifique se a loja possui conexão de segurança nas páginas em que são informados os dados pessoais do cliente como nome, endereço, documentos e número do cartão de crédito. Geralmente essas páginas são iniciadas por http:// e o cadeado está ativado (ícone visualizado em uma das extremidades da página). Clique no cadeado e observe se a informação do certificado corresponde ao endereço na barra de navegação do computador.

12. Guarde todas as informações e e-mails referentes à compra, como número do pedido, confirmação de pagamento e código de rastreio do envio. Observados estes cuidados, o e-consumidor poderá realizar sua compra de forma segura e tranquila.

Fonte: http://idgnow.com.br/internet